MENU PRINCIPAL Menu

  • 19/05/2016

    Evento de tempestade severa que originou fenômeno de Microexplosão em Santa Catarina teve alta incidência de descargas atmosféricas

    SC_Microburst_DTA_CellTracks

    Rio de Janeiro, RJ – Maio, 2016: tempestade severa que originou fenômeno de Microexplosão em Santa Catarina teve alta incidência de descargas atmosféricas.

    Ao longo da tarde e noite do último domingo (15/05) a formação de uma frente fria entre Rio Grande do Sul e Santa Catarina desenvolveu núcleos de tempestades que afetaram severamente o estado de Santa Catarina, sendo a Serra Catarinense bastante afetada pelos fortes ventos. Segundo relato do CIRAM (Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina) há fortes indicativos de ocorrência de microexplosão em Ponte Alta do Norte. Para ler o relato do CIRAM na íntegra, clique aqui.

    A Defesa Civil de Santa Catarina confirmou inicialmente a ocorrência no município de Ponta Alta do Norte de 4 óbitos e dezenas de feridos em decorrência das tempestades. Neste município, que decretou situação de emergência, somam-se mais de 280 afetados pelos fortes ventos, além de 70 casas atingidas, sendo que 12 foram completamente destruídas. Para ler o relato da Defesa Civil de Santa Catarina na íntegra, clique aqui.

    O sistema de monitoramento e alerta de descargas atmosféricas e tempestades severas da Earth Networks (baseado na Rede Brasileira de Descargas Atmosféricas – BTLN, Brasil Total Lightning Network) detectou quantidades substanciais de raios intra-nuvens e nuvem-solo associados as células de tempestades rastreadas pelo sistema. Também foram emitidos diversos Alertas de Tempestades Severas (do inglês, Dangerous Thunderstorm Alerts – DTA).

     

    Veja o vídeo abaixo com a evolução temporal do deslocamento das tempestades e geração de alertas conforme registrado pelo sistema:

    Veja o vídeo abaixo com a evolução temporal das descargas atmosféricas conforme registrado pelo sistema:

     

    Earth Networks opera a mais ampla rede global de monitoramento de descargas atmosféricas com capacidade de detectar tanto as descargas intra-nuvem quanto nuvem-solo. Esta característica singular em alta resolução espacial e temporal possibilita a identificação antecipada de áreas com risco de tempestades severas. Saiba mais acessando www.earthnetworks.com.

    Simtech representa a Earth Networks no Brasil e atua no mercado nacional como provedora de solução e equipamentos nos mais diversos segmentos da hidrometeorologia. Informações adicionais sobre este e outros produtos podem ser obtidas no site www.simtech.com.br.

    Para receber atualizações sobre a SIMTECH e seus parceiros, preencha o cadastro clicando aqui!